14 fevereiro 2009

CoMO VIvER o AMoR?? A QUeM pOSSa INterEssAR!!

O princípio da diferença entre homens e mulheres se dá pelo fato de meninas brincam com bonecas e meninos com bolas...
O fato é que meninos com bonecas apesar de na cabecinhas deles não haver "problema" algum, soa meio estranho para o mundo adulto, que sem perceber "taxa" a criança de afeminada...
O problema na verdade é com os adultos!
Por exemplo o que é que tem de mais as meninas se juntarem para brincar de bola, descer ladeira a baixo de skate ou empurrar a barbie num carrinho (rosa)?
Pensando bem as brinacdeiras de menina são bem limitadas....
Acho que fica por conta do tanto de coisas que ela terá que fazer quando crescer... tipo; comidinha, passar roupas, criar filhos, limpar a casa, trabalhar fora, cuidar do marido....cuidar de sí mesma..
Os homens ficam com trabalhar fora e .... ??
Penso que a sociedade está se confundindo com as diferenças dos homens e das mulheres.
Mulheres deveriam formar a personalidade dos que irão futuramente conduzir a sociedade... seus filhos!
Cuidar do marido e de ter um lar aconchegante, traquilo, do tipo que se dá vontade de voltar pra casa...
Os homens ficariam com o prover, o orientar de maneira discernida, de liderança..
Mas onde estão os homens? nos sofás das salas, nos bares, nos quartos secretos com pessoas secretas? em reuniões infindáveis por causa dos desprazer de voltar para casa e ter filhos sem amor? sem noção e rebeldes?
As mulheres estão cada vez mais lindas e mais chatas. Pessoas altamente dependentes de carinho e se fazendo de independentes financeiras.
Esquizofrenicas, cultuadoras da beleza, ciumentas, mães irresponsáveis, sem zelo, traiçoeiras, ou vingativas...
Os homens em contrapartida mais desgostosos, sem rumo, sem objetivo familiar, sem funçao na sociedade como um todo (afinal de contas as mulheres se proporam fazer "melhor" dos que eles os serviços "deles") se veem sem por que.
Por que eles tem que dar satisfação se as mulheres não querem dar? pq fazer compras, verificar preços se as mulheres já fazer isso? pra que sair pra comprar juntos roupinhas para os filhos se as mulheres não querem palpites? (os filhos até ja possuem poder de escolha sobre o que vestir acima dos pais)
Por quê estar junto na participação das compras dos móveis da sala como o sofá por exemplo (que provavelmente ele ficaria deitado) se a mulher já escolheu o que ela quer , a cor ,o modelo, o tamanho e até mesmo onde vai estar??
O diálogo nem se fala, depois de um tempo os assuntos parecem que se esgotaram, existe apenas, um comentário banal sobre algo relevante, o beijo já perdeu a muito seu sabor, seu desejo (as vezes até sente-se um cheiro...), cada um sente como se o mundo todo fosse melhor do que estar alí naquela sala sem vida, sem participação, sem carinho...
Onde se errou?
Por vezes lí artigos, estudos, entrevistas, pessoas que filosofaram, em busca de uma resposta que pudesse ao menos de longe acalmar o desespero do meu coração ao olhar para frente e me deparar com esse tipo de cena que de alguma forma, faz parte da vida de muitos casais que se unem apaixonados e depois se vêem em uma ilha de solidão a dois..
Sei que a experiência é fator importante, talvez eu não a tenha se comparado a muitos por essa vida louca e tão ímpar.
Mas ouví certa vez de um amigo, um grande e verdadeiro amor, algo que me marcou e me respondeu perguntas que eu fazia desde que me entendo por gente, por que o amor é assim tão traiçoeiro? por que ele não pode simplesmente "existir"?
Ele disse:
"Por que o que procuramos é o "amor" verdadeiro aquele que na verdade não conhecemos, esse que julgamos sentir que julgamos conhecer, na verdade só o sabemos por partes.
Esse amor que imaginamos, que pressentimos, que desejamos, sem dúvidas, sem jogos, sem recusas, sem traição, sem dor, sem negligência, sem lascívia, sem fraquezas, sem promiscuidade, que é puro, verdadeiro, completo, simples, tranquilo, pacificador, eterno, sem cobranças, que não é medido, que é ofertado, que é cura... não conhecemos.
O sentimento que o homem procura não está a quem possa, ver, tocar, entender ou mesmo definir..
ESSE sentimento, esse amor, só encontraremos na verdade em Cristo Jesus.
O único que pode preencher esse vazio dos nossos corações, que pode acalentar nossa alma, satisfazer nossos desejos mais intimos e puros.. "
A verdade a qual ainda não conhecemos, se fará como um espelho que reflete nossa alma quando Ele Naquele dia vir..
Meu coração tem sim momentos de tribulação, de solidão, de medos e espera no desconhecido, mas agora (que tenho Cristo como companhia) tudo ficou mais seguro, há verdadeira esperança, não aquela em que lutamos para acreditar, aquela em que meditamos a fim de convencer a nós mesmos de que tudo vai mudar, ou que "já está tudo certo"... tenho a esperança que tudo sempre esteve certo, eu é que me conduzí de maneira errada... companheiros?
Como tê-los se nem com minha própria companhia eu me sentia agradável?
O problema não é o outro.
O outro apenas faria sua vida menos solitária.. seria como um complemento do que já era bom..
A união não deve ser de co-dependência e sim de complementação.
As partes deveriam em primeiro lugar saber o que querem para sí antes de se envolverem em um compromisso que exigirá dedicação..
Pois o fim da história nem sempre poderá ter final feliz se um pensa em sí apenas e o outro apenas no outro..
Complementar... palavra necessária.
Jesus completa. O parceiro(a) complementa...
Entende?

Pensemos no parceiro como uma "cereja no bolo"!
... .... .....



Jesus o amor de minha alma. Plenitude da vida.

1 Coríntios

"13:4 O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

13:5 Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; 13:6 Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

13:7 Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

13:8 O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

13:9 Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

13:10 Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

13:11 Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

13:12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

13:13 Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor. "




A tí dedico em devoção Senhor meu Deus essa sensação de amor. .
MSanne
pS* Te Amo! :)))

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ObrIGadA pEla ViSItA.
EsPeRO qUe TEnhA GoSTAdo.
vOlTE MaIS.
:)