26 outubro 2009

ImAgeNS da MEntE!!! CaMUfLAgeM!!!


A camuflagem ajuda o animal a encontrar comida ou evitar ataque.

A natureza específica desta camuflagem varia de espécie para espécie.



Um sapo oculto - esta espécie desenvolveu uma cor, textura e forma que são similares às folhas encontradas em seu meio ambiente

Há vários fatores que determinam que tipo de camuflagem uma espécie desenvolve:

a camuflagem desenvolve-se diferentemente dependendo da fisiologia e comportamento de um animal, por ex.: o que tem pelo se camuflará diferente do que tem escamas, ou o que vive em cardumes diferente do que vive só em árvores.

O meio ambiente influencia na aparencia da camuflagem.

A camuflagem mais simples é aquela que combina o animal com o fundo de seu meio ambiente.



Como o objetivo final da camuflagem é esconder o animal de outros, a fisiologia e o comportamento de seus predadores ou de suas presas é altamente significante.

Um animal não desenvolverá nenhuma camuflagem que não o ajude a sobreviver, então nem todos os animais misturam-se em seu meio ambiente da mesma maneira.

Por exemplo, não há sentido em um animal replicar a cor de seu meio ambiente se o seu principal predador for insensível às cores.

Para a maioria dos animais, "misturar-se" é a camulfagem mais efetiva.

Você pode ver este tipo de camuflagem em todos os lugares.
nOS PARQUES:

nAS FÁBRICAS:
nOS BANCOS:
nA SUA PRATELEIRA:
Veados, esquilos, porcos-espinhos e muitos outros animais têm cor castanha, cores "tom de terra" que combinam com o marrom das árvores e do solo em uma floresta.

Tubarões, golfinhos e muitas outras criaturas do mar têm uma cor cinza-azulada, que os ajuda a misturarem-se com a luz suave da água

Há duas maneiras pelas quais os animais produzem cores diferentes.
Biocromos, são pigmentos naturais microscópicos presentes no corpo de um animal que produzem cores quimicamente.

Sua maquiagem química é tanta que eles absorvem algumas cores da luz e refletem outras.

A cor aparente de um pigmento é a combinação de todas as comprimentos de onda de luz visíveis que são refletidas por esse pigmento.

Os animais podem também produzir cores através de estruturas físicas microscópicas.

Estas estruturas agem como prismas, refletindo e espalhando luz visível. Dessa maneira, uma certa combinação de cores é refletida.

Os ursos polares, por exemplo, realmente têm a pele preta, mas parecem brancos por terem pêlos translúcidos.

Quando a luz brilha em seus pêlos, cada pêlo desvia ligeiramente a luz.
Isto rebate a luz ao redor, fazendo então com que parte dela incida sobre a superfície da pele do urso polar e o resto da luz seja refletida produzindo a coloração branca.
Em alguns animais, os dois tipos de coloração são combinadas.

Por exemplo, répteis, anfíbios e peixes com coloração verde normalmente têm uma camada de pele com pigmento amarelo e uma camada de pele que espalha a luz para refletir uma cor azul.

Combinadas, estas camadas de pele produzem o verde.
As colorações físicas e químicas são determinadas geneticamente; elas são transmitidas de pais para filhos.
Uma espécie desenvolve a coloração da camuflagem gradualmente, através do processo de seleção natural.

Na selva, um animal peculiar que combina melhor suas cores com as do meio em que vive está mais apto a passar desapercebido pelos predadores, e então vive mais.
Conseqüentemente, o animal que combina com seu meio ambiente está mais apto a procriar que um animal que não combina.

A cria de um animal que se camufla provavelmente herdará a mesma coloração, e eles também viverão o bastante para passá-la para frente.

Desta maneira, a espécie como um todo desenvolve coloração ideal para a sobrevivência em seu meio ambiente.

o PIOR TIPO DE CAMULFAGEM JÁ DESENVOLVIDO ATRAVÉS DOS TEMPOS PELO ANIMAL QUE "MAIS PENSA" NA TERRA:


pS. Totalmente sem noção!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ObrIGadA pEla ViSItA.
EsPeRO qUe TEnhA GoSTAdo.
vOlTE MaIS.
:)